A EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO XXI

Conteúdos

A EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO XXI

Em 1998, quando beirávamos o início do novo século, a UNESCO reuniu diversos pesquisadores renomados para formarem a Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI. O objetivo dessa comissão era estabelecer diretrizes que firmassem um compromisso mundial para garantir que todos tivessem acesso aos conhecimentos básicos necessários a uma vida digna. Para eles ficou mais do que claro que essa era uma condição insubstituível para o advento de uma sociedade mais humana e mais justa.

    Jaques Delors foi o presidente dessa comissão e organizador do relatório “Educação: um tesouro a descobrir”, no qual ele destaca o período pelo qual estávamos passando, período este marcado por dúvidas em relação ao nosso futuro, pois ao passo que vivíamos as angústias em relação a agitação, a violência e as desigualdades sociais, vivíamos também a esperança dos progressos econômicos e científicos. Essa mistura de sentimentos deu origem a diversas reflexões em relação a educação desejada às crianças e adolescentes de todo mundo. Chegou-se a conclusão de as políticas educativas devem ser um processo permanente de enriquecimento dos conhecimentos, ou seja, que o aprendizado se dá por toda a vida. Além disso, a Comissão Internacional destacou que essa educação deveria sim orientar para o “saber-fazer”, mas que deveria também (e principalmente), ser “uma via privilegiada de construção da própria pessoa, das relações entre indivíduos, grupos e nações” (Delors, 1998).

    A partir dessas reflexões e constatações ficou definido que para a educação do século XXI responder a sua missão, ela deveria se organizar em torno de quatro aprendizagens fundamentais que serão os pilares do conhecimento de cada pessoa ao longo de toda a vida. Assim, formou-se o que hoje chamamos de “Os quatro pilares da Educação”, que são divididos em: aprender a conhecer; aprender a fazer; aprender a viver juntos; aprender a ser. Destaca-se que os quatro pilares devem ter a mesma atenção por parte do ensino estruturado, fazendo com que a educação seja uma experiência global, tanto no plano cognitivo quanto no prático, para a formação de um cidadão, membro de uma sociedade.

    Entretanto, o que temos observado é que em geral o ensino muitas vezes tem se orientado exclusivamente nos pilares “aprender a conhecer” e “aprender a fazer”, prejudicando o desenvolvimento integral das nossas crianças e adolescentes. É possível que em grande parte haja até mesmo um desconhecimento em relação a essas recomendações para uma educação de qualidade. Por isso, antes de matricular seu(ua) filho(a) em alguma escola, é importante conhecer as metodologias adotados pelas instituições de ensino. Na Escola Guga Tênis os quatros pilares da educação são a base para o planejamento das aulas, visando não apenas formar atletas, mas também cidadãos mais humanos e preparados para viver com as adversidades enfrentadas na nossa sociedade atual.

Seja um franqueado de sucesso

Esporte e Educação: Investir na Escola Guga transforma vidas.

Quero ser franqueado
Guga Kuerten Investimentos a partir de R$ 80.000

Receba Novidades